Excesso de vitamina D e suas consequências

O uso de doses elevadas de vitamina D por longos períodos é indicado em raras situações como por exemplo nos indivíduos com severa má-absorção intestinal. Pessoas com deficiência de vitamina D podem receber doses elevadas por curtos períodos e posteriormente as doses são reduzidas ou suspensas. A referência abaixo conta a história de um indivíduo que mesmo com a dosagem de vitamina D dentro dos valores de referência foi recomendado tomar dose alta e diária de vitamina D por longos períodos. A consequência foi o aumento do cálcio no sangue e o comprometimento do funcionamento dos rins. Fica o alerta sobre a responsabilidade da indicação do uso da vitamina D, que embora seja conhecida como vitamina, é na verdade um potente hormônio, e se prescrito inadvertidamente, pode elevar demasiadamente o cálcio no sangue e causar danos.
Artigo: Use of vitamin D drops leading to kidney failure in a 54-year-old man. Bourne L et al. Practice/ Cases. 2019.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Dra. Maria de Fátima de Magalhães Gonzaga

Endocrinologista, com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e mestrado em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília. Especialista em Clínica Médica, com experiência na área de Medicina Interna. Atualmente, é responsável pelo ambulatório de diabetes mellitus e pelo ambulatório de endocrinologia geral do Hospital Universitário da Universidade de Brasília. Atua como preceptora de ensino e coordenadora da Residência Médica em Endocrinologia e Metabologia na mesma instituição.

Agendamento de Consulta com Dra. Maria de Fátima De Magalhães Gonzaga

Leia mais a propósito dos assuntos relacionados:

Artigo publicado em 30 de abril de 2019. Para ler mais textos sobre saúde, acesse nossa página de artigos.